Written by 08:10 Cultura, Notícias Views: 3

Cia de Danças de Diadema se apresenta no Sesc 24 de Maio

Dirigido por Ana Bottosso, o espetáculo SCinestesia, que transita pelo universo do surrealismo, é inspirado em obra polonesa igualmente surrealista.

Imagem-montagem com banner de divulgação do evento.

Nos dias 18 e 19 de julho de 2024 (quinta e sexta-feira), às 20h, o Sesc 24 de Maio recebe o espetáculo SCinestesia, da Companhia de Danças de Diadema.

Com direção-geral e concepção coreográfica da bailarina e coreógrafa Ana Bottosso, a obra transita pelo universo dosurrealismo, associado às possibilidades de integração entre dança contemporânea, teatro, música e artes visuais.

Ana também assina a dramaturgia cênica, junto ao ator-performer Matteo Bonfitto, e a montagem conta ainda com a participação do músico e compositor Luciano Sallun, na criação da trilha sonora.

O título SCinestesia surge da exploração dos diferentes significados das palavras sinestesia (mistura de sentidos) e cinestesia (conjunto de sensações que possibilita perceber os movimentos).

Materializados nos corpos e na cena, ambos os significados dissolvem as fronteiras entre dentro e fora, objetivo e subjetivo, consciente e inconsciente, incorporando ainda mais o universo surreal buscado.

No palco, as possibilidades se multiplicam a cada repetição de hábitos corriqueiros.

Eles podem ser parecidos, mas nunca iguais.

Como em um processo de causa e efeito, ação e reação, tudo pode se modificar a partir da mínima desordem, do inesperado, do acaso da vida.

A animação surrealista Tango (1980) do polonês Zbigniew Rybczynski, foi a principal inspiração para a criação do espetáculo.

Na “pequena” obra, de apenas oito minutos, 36 personagens de diferentes fases da vida, representações de diferentes épocas, interagem em uma pequena sala, movendo-se em loops, em uma infinidade de ações, observados por uma câmera estática.

Em Tango, Rybczynskiexplora esse conceito de espaço único fora da tela, preenchendo-o com uma infinidade de ações.

“A inspiração vem dessa rotatividade de movimentação e de ações. Quando eu vi o curta, me abriu muitas possibilidades de pensar num trabalho coreográfico onde usássemos essa ideia do looping como um gatilho, ora transformador, ora permanecendo na mesmice”, explica Ana Bottosso.

Mais do espetáculo SCinestesia

Cena do espetáculo. Créditos: Silvia Machado

SCinestesia estreou em 2020, em formato online pelo Sesc Avenida Paulista.

Depois foi apresentado no Teatro Sérgio Cardoso e na Funarte, entre outros espaços em São Paulo.

Em 2021 foi contemplado pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) com o Prêmio Técnico de Captação e Edição de Vídeo.

O espetáculo passou também pelas cidades de Diadema, Salto, São José do Rio Preto, Santo André, Araras, Ubatuba, Ilhabela, Presidente Prudente, Caraguatatuba e Mogi Mirim.

Neste percurso, até 2024, o espetáculo já se apresentou para cerca de 6.500 espectadores, de forma online e presencial.

(Visited 3 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo