Written by 07:33 Cursos, Debates, Palestras e Workshops, Economia, Educação, Notícias Views: 7

Venture Hub participa de MBE da Unicamp

Em quatro encontros temáticos, alunos conhecem conceitos imprescindíveis e ferramentas fundamentais para estruturar um negócio ou projeto com qualidade

Venture Hub participando de MBE da Unicamp.

Venture Hub é uma das empresas orientadoras no Master Business Exponential da Unicamp, programa de pós-graduação Lato Sensu cujo objetivo é formar profissionais especializados em negócios exponenciais.

A participação da especialista em inovação aberta e aceleração ajudarão os participantes do MBE a desenvolverem projetos pessoais, soluções inovadoras para desafios presentes nas organizações e ideias para empreender.

O conteúdo está dividido em quatro encontros temáticos, totalizando 20 horas de aprendizado.

Ao longo das aulas, a Venture Hub introduziu ferramentas de inovação e metodologias ágeis aplicáveis para estruturar e crescer um negócio ou solução de intraempreendedorismo, como lean startup, canais de relacionamento, proposta de valor, mínimo produto viável (MVP), entre outros conceitos.

Além da exposição teórica dos materiais, momentos de prática e rodadas de feedback aconteceram ao longo do MBE, para os participantes poderem aperfeiçoar suas ideias por meio de insights, sugestões e avaliações.

Os alunos também tiveram mentorias com os especialistas da Venture Hub fora do horário padrão do curso, para esclarecer dúvidas sobre a fase de desenvolvimento em que estavam e entender como eles poderiam evoluir ainda mais os projetos.

Os dois primeiros encontros apresentaram canais de relacionamento, proposta de valor da solução, como validar persona, dentre outros conteúdos para os participantes.

Após as teorias, os alunos se reuniam em grupos, formados na primeira aula, e a partir dos aprendizados gerados, começavam a utilizá-los nas ideias que estavam sendo desenvolvidas.

Nas duas últimas aulas os alunos entraram em contato com o conceito de lean startup, validaram seus experimentos e construíram mínimos produtos viáveis com ferramentas indicadas para isso.

O último encontro foi composto por um dia de pitch, em que cada grupo apresentou sua ideia para a sala e o quanto ela evoluiu ao longo da jornada.

A ideia de apresentar os pitches para toda a turma e não exclusivamente para os especialistas foi para proporcionar um momento de interação entre todos os alunos, para que eles pudessem trocar experiências e se ajudar mutualmente a aprimorar os projetos.

“O mais importante para nós, dentro desse módulo, é que eles vivenciem toda a jornada e aprendam a metodologia. O resultado não é, necessariamente, o principal foco, porque queremos que eles aprendam e apliquem essa metodologia, e saiam com esse conhecimento para poderem aplicá-lo em outras ideias”, comenta a especialista em inovação e aceleração Giseli Fernandes.

(Visited 7 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo