Written by 07:35 Cultura, Literatura, Notícias Views: 12

Livro narra enredo inspirado em livros russos clássicos

O Convidado é um livro sobre uma rica família envolta em crimes, mistérios, dramas e traições após a chegada de um sobrinho órfão.

Capa do livro O Convidado, escrito por Henri Lui.

Os Marah parecem a família perfeita.

O patriarca Ivan é um descendente de aristocrata e ocupa um cargo de influência na Corte de Julgamento do Estado.

Já Natália, a matriarca, é tão dedicada ao marido e aos três filhos que renunciou à própria individualidade para se tornar um exemplo de mãe e mulher.

Mas as porcelanas da casa não permitem que os leitores de O Convidado acreditem no mundo de aparências, porque elas são sempre a companhia da mesa de jantar e observadoras oniscientes dos acontecimentos entre os familiares.

Este romance repleto de traições, assassinatos, dramas e mentiras destrincha hipocrisias que se escondem por trás das portas de um lar.

Com um texto descritivo, parágrafos longos e diálogos curtos, o escritor Henri Lui analisa os sentimentos e as contradições de cada personagem para mostrar que não há somente um vilão nem um protagonista admirável.

Mais que isso: o autor evidencia as ações, boas e ruins, que qualquer ser humano é capaz de praticar, independentemente de sua formação como pessoa.

Com duas partes principais, o primeiro momento do enredo gira em torno dos Marah e das formas que os membros se relacionam entre si e com a sociedade.

O segundo inicia quando Fiódor chega à casa dessa rica família e esconde sua verdadeira identidade.

Ele não é o sobrinho órfão que está prestes a receber as posses dos pais, como diz. Sua verdadeira identidade é Xavier, um jovem pobre, vítima de violência doméstica, que assassina o herdeiro para ter outra vida.

Entretanto, o agora Fiódor não é o único a cometer crimes ou a desestruturar o ideal de perfeição familiar.

Ivan está envolvido em um grande esquema de corrupção; Natália vive uma relação amorosa fora do casamento; e as meninas Anna e Kátia cresceram egocêntricas por acreditarem que o dinheiro pode comprar tudo.

O filho mais novo, Nikolau, morre cedo devido a uma doença e marca a primeira experiência de luto dos Marah.

Inspirado nos clássicos da literatura russa e nas obras publicadas durante o século XIX, que investigam as mais dramáticas e conflituosas condições da existência humana, O Convidado detalha questões psicológicas, problemas íntimos e diferentes realidades de cada personagem.

Com uma trama misteriosa e complexa, Henri Lui guia o leitor por reviravoltas permeadas de mentiras, investigações e erros que se estendem até a última página.

(Visited 12 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo