Written by 07:32 Lifestyle, Notícias, Saúde e medicina Views: 4

Sinais que você está com pedra na vesícula

O renomado cirurgião geral Dr. Ernesto Alarcon aponta ainda como tratar as pedras nas vesículas que podem causar complicações graves se não forem tratadas.

Foto ilustrativa de uma pessoa com dor na vesícula sendo apalpado por um médico.

Segundo o Dr. Ernesto Alarcon, cirurgião geral e especialista em Videolaparoscopia, os sintomas de pedra na vesícula podem variar de pessoa para pessoa, mas os mais comuns são:

  • Dor intensa e constante no lado direito do abdômen, que pode irradiar para as costas, o ombro ou o peito;
  • Náuseas, vômitos, febre, calafrios e icterícia (pele e olhos amarelados);
  • Intolerância a alimentos gordurosos, que podem provocar mal-estar, gases e diarreia;
  • Sensação de estômago cheio, mesmo sem comer muito;
  • Perda de apetite e de peso.

5 causas de pedra na vesícula

O Dr. Ernesto Alarcon também alerta sobre as causas de pedra na vesícula, embora não sejam totalmente esclarecidas, existem alguns fatores que podem contribuir para o seu surgimento:

Excesso de colesterol na bile, que pode cristalizar e formar pedras;

Baixa concentração de sais biliares na bile, que são substâncias que dissolvem o colesterol;

Alterações no funcionamento da vesícula, que pode não se contrair adequadamente e esvaziar a bile;

Fatores genéticos, que podem influenciar na composição da bile e na predisposição para formar pedras;

Fatores de risco, como obesidade, diabetes, idade avançada, sexo feminino, gravidez, uso de anticoncepcionais orais, cirrose hepática e doenças hematológicas.

Prevenção e tratamento de pedra na vesícula

A prevenção e o tratamento de pedra na vesícula dependem da gravidade dos sintomas e do tamanho e da quantidade das pedras, conforme explica o Dr. Ernesto Alarcon, que aponta ainda algumas dicas que podem ajudar:

  • Manter uma alimentação equilibrada, rica em fibras, frutas, verduras e legumes, e pobre em gorduras saturadas, frituras, embutidos e doces;
  • Beber bastante água, cerca de 2 litros por dia, para manter a hidratação e a fluidez da bile;
  • Praticar atividade física regularmente, para controlar o peso e o colesterol;
  • Evitar o consumo de álcool, tabaco e outras drogas, que podem prejudicar o fígado e a vesícula;
  • Consultar um médico periodicamente, para fazer exames de sangue e de imagem, como ultrassom, que podem detectar a presença de pedras na vesícula.

 “O tratamento exige medidas comportamentais como dietas, medicamentos também podem ser usados. Mas o tratamento mais eficiente e mais usado atualmente é a cirurgia, que pode ser feita com algumas técnicas”, finaliza o médico.

(Visited 4 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo