Written by 07:33 Cultura, Literatura, Notícias Views: 6

Livro narra história de família inspirado na realidade

Alderico Rodrigues lança Obrigado por você existir!, uma obra sobre vinganças, jogos de poder, traições e desuniões em uma família de bilionários.

Capa do livro Obrigado por você existir!.

Alderico Rodrigues, conhecido como Moreno, teve muitas profissões: foi cantor de boates, compositor de músicas e comerciante do mercado de calçados.

Mas, entre todos os caminhos que percorreu, sempre nutriu o sonho de se tornar escritor.

Apesar de escrever desde criança, foi somente aos 28 anos que decidiu abrir seu baú com sinopses, anotações e lembretes para se dedicar à publicação de um livro.

Esta meta começou em meados da década de 1980 e agora é concretizada com o lançamento de Obrigado por você existir!.

Nascido em Mimoso do Sul, no Espírito Santo, ele se mudou ainda bebê com a família para o Rio de Janeiro, onde existiam mais possibilidades de tratamento contra a poliomielite que o acometeu quando era criança.

Fez moradia em Duque de Caxias e, na cidade, conheceu dezenas, ou centenas, de pessoas que serviriam de inspiração para os personagens de seu primeiro livro.

Informações do livro

A trama do livro foca na trajetória da família Marfez, natural da Rússia, detentora de uma importante empresa no ramo de joias e pedras preciosas (veja uma amostra abaixo).

Bilionário, Frederick migra para o Brasil com os pais, a esposa e o casal de filhos para que o patriarca e a matriarca possam cuidar da saúde.

Conforme os médicos, o clima tropical melhoraria a qualidade de vida dos idosos já doentes.

Esta transformação drástica não altera apenas os ares do cotidiano familiar, mas coloca todos os membros no centro de uma série de conflitos que impactarão para sempre as relações entre eles.

Traições, vinganças, desuniões e sede de poder atravessam anos da existência de pessoas que acumulam cada vez mais dinheiro.

Primeiro livro de quatro volumes, Obrigado por você existir! propõe reflexões sobre os limites da maldade humana, o poder dos sentimentos para mudar a trajetória de uma vida e como as decisões afetam diferentes gerações.

Tudo isso com uma dose de realidade, porque os personagens existem, apesar de a história ser fictícia.

“Eles eram do meu convívio, como minha família, vizinhos, amigos e gente que eu ouvia falar. Foram pessoas que, de uma forma ou de outra, tinham atitudes que mereciam uma atenção especial”, explica Alderico Rodrigues.

(Visited 6 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo