Written by 08:45 Cultura, Música, Notícias Views: 6

WME comemora Dia do Rock com minifestival em São Paulo

Minifestival acontece neste fim de semana, na casa de shows no bairro da Liberdade, com bandas de diferentes épocas e estilos de rock nacional.

Imagem-montagem com banner de divulgação do evento.

Três semanas depois do sucesso de público do WME 2024, que levou seis mil pessoas aos quatro espaços do evento em São Paulo e conectou 1 mil pessoas em 14 países diferentes na transmissão ao vivo de uma das principais conferências de música do país, a Women’s Music Event lança o WME É Rock, minifestival que vai comemorar o Dia do Rock, no Cine Joia, dia 13 de julho.

Celebrando diferentes épocas e estilos de rock nacional, o line up do evento da plataforma é estritamente feminino, com As Mercenárias, Dominatrix, The Mönic (foto abaixo), Ema Stoned, The Biggs, Banda School of Rock e DJ Nega Nervous.

The Mönic vai dar tudo de si no WME É Rock. Crédito: Mariana Ayumi

Assim como o WME, o Cine Joia tem patrocínio da Heineken.

O primeiro lote, a preço promocional de R$ 40, já está disponível de forma online.

Programação completa

As Mercenárias. Créditos: Rogerio Alonso

Como headliners, As Mercenárias (foto acima) são uma banda de punk rock dos anos 1980 com formação atual de Sandra Coutinho no baixo, Silvia Tape na guitarra e Pitchu Ferraz na bateria, com todas no vocal.

Na estrada desde 1995, Dominatrix (foto abaixo) se define como Hardcore Feminista e é uma das precursoras do movimento Riot Grrrl no Brasil.

A formação atual da banda Dominatrix é Elisa Gargiulo, Adriessa Oliveira e também Pitchu Ferraz. Crédito: Divulgação

Completando o line, as demais bandas são contemporâneas e mostram a atualidade das rock bands lideradas por mulheres, com rock de garagem, experimental e álbuns sendo lançados todos os anos, todas com um denominador comum: muita guitarra de qualidade.

Ema Stoned também se apresenta no minifestival de rock. Créditos: Divulgação

Além disso, a DJ Nega Nervous (foto abaixo) vai balançar a pista com rock dançante de diferentes épocas e estilos.

DJ Nega Nervous. Créditos: Divulgação

 “Com mais uma curadoria atenta a diferentes épocas e vertentes, nós queremos mostrar que o WME não para, que as mulheres da indústria da música ocupam todos os espaços e isso vem crescendo. Como disse nossa madrinha do ano, Tulipa Ruiz, as mulheres representam apenas 8% das arrecadações totais de direitos autorais na música no Brasil. Por isso, mapear, mostrar e colocar um holofote nessas produções de todos os estilos é um trabalho essencial”, comenta Claudia Assef, cocriadora do WME e do WME é Rock com Monique Dardenne.

(Visited 6 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo