Written by 09:53 Cultura, Economia, Notícias, Política Views: 0

Reforma da Lei Rouanet fortalece apoio à cultura e gera impacto positivo na sociedade

Segundo CEO da YABÁ, as mudanças buscam desburocratizar e expandir o setor cultural brasileiro, visando atrair investidores e valorizar artistas nacionais.

O Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura, anunciou nas últimas semanas mudanças na Lei de Incentivo à Cultura, conhecida como Lei Rouanet.

Entre as principais alterações, está a regulamentação das leis Aldir Blanc e Paulo Gustavo, a retomada da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura e a valorização de ações voltadas à diversidade e a luta contra o preconceito.

O novo texto também estimula a descentralização de recursos para além da região Sudeste, e o desbloqueio da imensa fila de projetos parados.

“Trata-se de um avanço para o setor cultural. As novas regras facilitarão a atratividade aos patrocinadores de produções criativas, o que deverá ampliar o número de projetos com efetiva captação para sua execução em todo o país”, acredita Andrea Moreira, CEO da YABÁ, consultoria em ESG para projetos de impacto social nas áreas de saúde, cultura e educação.

Especialista em conectar empresas a governos e organizações para promover direitos e fortalecer as políticas públicas, Andrea acredita que o governo terá um olhar mais próximo para projetos focados nas regiões norte, nordeste e centro-oeste do país, incluindo as práticas ESG neste processo.

De acordo com ela, a captação de recursos para a cultura valoriza também as ações focadas em formação de público aberto, ou seja, eventos realizados em ruas e praias e que se preocupam com questões de sustentabilidade como a quantidade de carbono e resíduos.

“Essas mudanças da lei darão mais acesso à cultura para todos os públicos, inclusive àqueles que não têm tanta entrada aos grandes eventos culturais, como a periferia”, avalia Andrea.

(Visited 1 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo