Written by 07:19 Lifestyle, Notícias, Saúde e medicina Views: 4

FIDI registra aumento de exames de mamografia em 2023

Dados da Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem apontam um aumento de 10% de exames feitos se comparado ao ano anterior.

Profissional da área da saúde conferindo teste de exames de câncer de mama.

Crédito: FIDI

Em 2023, foram registrados um total de 194.971 exames de mamografias realizados pela Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI), isso representa um aumento de 10.12% quando comparado ao ano de 2022 e 43.69% se comparado à 2021.

O Dia Nacional da Mamografia, comemorado no dia 05 de fevereiro, é uma data que visa conscientizar sobre a importância deste exame que tem transformado a vida das mulheres ao longo dos anos.

A mamografia é um exame muito versátil que pode ser realizado para rastreamento ou diagnóstico.

A mamografia de rastreamento pretende detectar precocemente os sinais de câncer de mama em mulheres assintomáticas que não apresentam sintomas evidentes.

Esse exame é destinado principalmente para mulheres com queixas específicas em torno dos 40 ou 50 anos.  

Já a mamografia diagnóstica é solicitada quando há sintomas ou achados suspeitos identificados em exames anteriores.

Destinada a mulheres que apresentam sintomas como dor mamária, nódulos palpáveis, alterações na pele ou descarga mamilar, esse procedimento não tem uma idade específica, podendo ser designado a qualquer mulher que apresente um desses sintomas.

Ano passado, 94.21% do total de exames, foram de mamografia de rastreamento, enquanto 4.25% foram de mamografia diagnóstica, segundo dados da FIDI.

Isso demonstra que as mulheres que apresentam sintomas ou achados suspeitos foi muito mais baixo que a busca pelo rastreamento precoce do câncer de mama em mulheres sem sintomas. 

Conforme a estimativa de incidência de câncer para o Brasil, feita pelo Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para o triênio de 2023 a 2025, espera-se que ocorram cerca de 74 mil casos novos de cânceres de mama, o segundo câncer mais incidente do país.

Além disso, o câncer de mama também é o mais incidente para as mulheres, apresentando cerca de 2,3 milhões (24,5%) de casos no mundo.

Para evitar números cada vez mais alarmantes sobre a curva do câncer de mama em mulheres no Brasil, é primordial realizar o exame precoce de mamografia, que auxilia a detectar a doença ainda em estágios iniciais, prevenindo que o descobrimento venha apenas em fases mais avançadas.

“Levando em consideração a tendência do aumento de exames ao longo dos anos, esperamos que em 2024 a busca e a realização dos exames possam apresentar mais um aumento significativo, mas para isso é essencial refletir sobre a prevenção, reforçando o autocuidado, o bem-estar da mulher e principalmente hábito de realizar exames de mamografia”, aponta Dra. Vivian Milani, médica radiologista especialista em saúde da mulher na FIDI.

(Visited 4 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo