Written by 11:09 Cultura, Literatura, Notícias Views: 3

Escritora explora sensualidade de músicas brasileiras em contos eróticos

Dividido por faixas musicais e com uma descrição elegante até mesmo nos momentos mais ‘quentes’, Eliane Bodart faz referência a artistas como Chico Sá, Caetano Veloso, Alcione, Ivete Sangalo, Cássia Eller, Maria Bethânia e Elis Regina.

É provável que você já tenha ouvido a música Pé na Areia, de Cauique, Rodrigo Leite e Diego Leite.

Na voz do cantor Diogo Nogueira, a canção embala rodas de conversa, dança, sendo perfeita para um típico dia de verão.

E se o clima esquentar?

Pois é essa história que abre a série de contos eróticos da escritora Eliane Bodart em Bem Perto.

Crédito: Divulgação/Eliane Bodart

Assim como em Azul da cor do mar, um clássico da música popular brasileira precede e inspira cada narrativa.

“Seu corpo sentia ondas de arrepio e prazer.
Antes não foi assim, e depois dele também não.
Nem se lembra porque se separaram,
mas ele lhe deixou uma fita cassete com a música ‘Detalhes’
de Roberto Carlos.
A música foi sua maldição.”

Bem perto, p. 63

Na obra, um QR direciona para uma playlist no Spotify com as músicas que inspiraram os contos.

Nesta experiência sensorial, Eliane deixa duas sugestões: ouvir a música imediatamente após ler o texto ao qual faz referência, ou deixar tocar todas as canções, de preferência com uma taça de vinho nas mãos e à meia luz.

(Visited 3 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo