Written by 07:22 Entrevista, Lifestyle, Saúde e medicina Views: 7

Entrevista: Como se manter saudável no verão?

Confira entrevista com a Dra. Luciana Granja, referência em emagrecimento saudável, sobre como manter a saúde durante o verão.

Dra. Luciana Granja é referência em emagrecimento saudável e atualmente está finalizando a Pós-Graduação em dermatologia pelo Ipemed (Instituto de Pesquisa e Ensino Médico do Estado de Minas Gerais).

Com a missão de levar sua expertise a um público mais amplo, Dra. Luciana Granja atende em consultórios nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso do Sul, além do atendimento online para pacientes de todo o Brasil e do exterior.

Essa expansão visa proporcionar um acesso facilitado a seus serviços de qualidade a uma gama diversificada de pacientes em busca de uma vida mais saudável.

Para otimizar os resultados do seu tratamento, a Dra Luciana conta com equipe multidisciplinar como nutricionista, fisioterapeuta entre outros profissionais parceiros.

E agora ela nos conta algumas dicas de como ter mais qualidade de vida no verão.

Victor Hugo Cavalcante: Primeiro é um prazer recebê-la no Jornal Folk, e gostaria de começar com a seguinte pergunta: Como o verão afeta nossos hábitos alimentares e rotinas de exercícios, e quais são as principais estratégias para manter uma alimentação saudável durante essa estação?

Dra. Luciana Granja: No verão, as altas temperaturas se concentram e os dias são mais longos.

Devido a isso, em especial ao calor excessivo, ocorre uma diminuição do metabolismo basal, pois há um grande esforço do organismo para manter a temperatura interna do corpo.

Como o organismo trabalha bastante para a manutenção da temperatura corpórea, saber consumir alimentos que não prejudiquem a energia para a digestão é fundamental.

Além disso, nesta estação, a grande perda de líquidos através do suor faz com que o corpo se desidrate facilmente.

Diante disso, percebemos que o verão requer cuidados essenciais com a alimentação para garantir não apenas nossa disposição, mas também nossa forma com saúde.

Os alimentos que devem ser privilegiados no verão são as frutas, as verduras e os legumes (de preferência crus), uma vez que os mesmos são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras.

Além disso, são refrescantes e grandes aliados para aliviar o calor nos dias mais quentes.

Em relação aos temperos, a recomendação é evitar a maionese e os molhos prontos, dando preferência ao azeite, ao limão, ao vinagre e aos molhos à base de mostarda e iogurte.

Victor Hugo Cavalcante: Quais são os principais desafios enfrentados pelas pessoas que desejam emagrecer ou manter um peso saudável durante o verão, e como superá-los?

Existem diversos desafios para emagrecer, manter o peso ou até mesmo uma alimentação saudável no verão!

Quase todos nós almejamos emagrecer no verão!

E, na verdade, temos que planejar e começar isso bem antes dessa estação do ano.

O estilo de vida saudável e novos hábitos alimentares levam algum tempo para serem estabelecidos.

A perda rápida de peso pode dar a falsa ideia de que o problema foi “resolvido”.

Uma vez que a pessoa alcança o peso-alvo e suspende tudo o que foi feito, ocorre rapidamente a flutuação e o reganho de peso, o “efeito sanfona”.

Perder peso rápido não é igual a emagrecer ou perder gordura.

Nessas dietas, em geral, isso ocorre devido à perda de líquido e muitas vezes, ao uso de diuréticos e laxativos.

Dessa forma, elas essencialmente desidratam ou levam à perda de massa magra, e não necessariamente à perda de gordura.

Enfim, emagrecer deve ser com saúde e responsabilidade no tempo certo, tudo que é radical não dá certo.

Victor Hugo Cavalcante: Qual a importância da hidratação adequada durante os meses mais quentes e quais são as melhores opções de bebidas para manter o corpo hidratado e saudável?

A hidratação é uma recomendação em todas as épocas do ano, mas a importância do hábito aumenta no verão: nesse período, o corpo humano precisa de mais água para lidar com as altas temperaturas.

A quantidade diária do líquido a ser ingerida varia conforme características individuais, como idade e peso, mas sempre recomendo que são necessários no mínimo dois litros de água por dia para a maioria da população.

Nos dias quentes, quando a transpiração é mais frequente, é indicado que a dosagem também aumente.

Sucos naturais, isotônicos e água saborizada podem ser utilizados como auxiliares na hidratação.

A falta de água no organismo pode ser responsável por originar situações de mal-estar, prejudicar o funcionamento dos órgãos e levar à morte nos casos mais graves.

No caso de ter trabalho exposto ao sol, é recomendado usar roupas de algodão ou, quando possível, roupas com proteção UV.

Victor Hugo Cavalcante: Como equilibrar a exposição ao sol para obter vitamina D, essencial para a saúde, sem comprometer a pele e prevenir doenças relacionadas à exposição excessiva?

É recomendado para absorção da Vitamina D ficar exposto ao sol algo em torno de 5 a 30 minutos, na região do rosto, mãos, braços e pernas, sem protetor solar e particularmente entre 10h e 16h, diariamente ou pelo menos duas vezes por semana, são suficientes para a correta absorção dessa vitamina pelo organismo.

Também podemos reforçá-la recorrendo a alimentos, comoalimentos à base de carne; peixes com no mínimo 2% de gordura em peso, como salmão, truta, atum e cavala e também óleos de fígado de peixe estão entre as melhores fontes; fígado bovino; queijos e gemas de ovos que apresentam pequenas quantidades de Vitamina D, principalmente na forma de Vitamina D3; leite e cogumelos, que fornecem quantidades variáveis de Vitamina D2 e alguns destes alimentos disponíveis no mercado têm sido tratados com luz UV para aumentar seus níveis de Vitamina D.

No meu consultório sempre procuro prescrever a Vitamina D3 em cápsulas em uso oral diariamente!

E recomendo sempre uso de protetor solar para evitar queimaduras solares, envelhecimento da pele, melasma, carcinomas entre outras complicações.

Victor Hugo Cavalcante: Quais são os alimentos sazonais mais benéficos para incluir na dieta durante o verão, e como podemos aproveitar ao máximo seus benefícios nutricionais?

Como exemplos de alimentos sazonais podemos destacar a manga, a acerola e o abacaxi, que no Brasil, são frutas de primavera-verão.

Recomendo sempre o consumo de alimentos leves que tenham abundância de água, vitaminas e minerais, como legumes e vegetais.

As frutas também são boas opções para sucos e sobremesas.

Em dias muito quentes, prefira as caudalosas, como melancia, melão, laranja, manga, abacaxi e tangerina.

Banana, uva e abacate, por exemplo, são ricos em potássio e auxiliam na recomposição da substância geralmente perdida pelo suor, assim como a água de coco.

Prefira também alimentos integrais, que ajudam no funcionamento do trato digestivo, além de peixes e carnes magras, pois oferecem proteínas de alto valor biológico.

Sempre procuro orientar meus pacientes a evitarem gordurosos, como frituras, queijos amarelos, manteiga, maionese, entre outros, ainda mais se forem acompanhados por bebidas alcoólicas, já que o álcool altera o controle da liberação da bile (importante na digestão de gorduras).

O excesso de sal também deve ser evitado, pois o consumo abundante pode levar ao inchaço de pernas e pés.

Victor Hugo Cavalcante: Além da dieta e do exercício físico, quais outras práticas ou hábitos são importantes para manter uma qualidade de vida elevada durante o verão, considerando aspectos como sono, estresse e saúde mental?

Temos que lembrar que os níveis do hormônio cortisol variam ao longo do dia, mas, em situações de estresse (incluindo calor intenso), o corpo reage de maneira semelhante às situações de perigo, provocando um aumento imediato do hormônio.

Apesar de não ser possível precisar exatamente o papel do cortisol e do estresse prolongado no desenvolvimento de doenças mentais, é seguro afirmar que essa relação existe e merece atenção.

Como falei acima, o estresse causa picos de liberação de cortisol, mas é importante lembrar que existem outros fatores responsáveis pela regulação (ou não) do hormônio, como a alimentação e o sono.

E, com frequência, os três andam juntos.

Por isso, para controlar os efeitos do hormônio no corpo, é importante fazer algumas mudanças no seu estilo de vida, principalmente no verão, tais como:

Ter um sono regulado: tente manter uma rotina diária, com horários certos para dormir e acordar.

Fazer atividades que te dão prazer, por exemplo, desenhar, pintar, conversar com um amigo, ver um filme ou até brincar com seu pet.

Praticar exercício físico, qualquer atividade, seja ioga, corrida, musculação, esportes coletivos, natação.

Todos podem melhorar tanto a saúde física quanto a saúde mental e o humor.

Manter uma alimentação equilibrada, opte por um cardápio rico em alimentos in natura, como frutas, legumes e verduras.

Equilibre com proteínas e carboidratos nas proporções recomendadas

Meditar, até fazer exercícios de respiração e atenção são ótimas maneiras de relaxar e aliviar o estresse.

O calor afeta o corpo e a mente.

Por isso, além de aprender a lidar com os impactos físicos das altas temperaturas, precisamos ficar atentos também aos seus reflexos na saúde mental.

Ao adotar mudanças simples no estilo de vida, como regular o sono, praticar atividades prazerosas, fazer exercícios, manter uma dieta equilibrada e investir em técnicas de relaxamento, é possível minimizar os efeitos do calor no organismo, promovendo bem-estar e qualidade de vida.

(Visited 7 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo