Written by 09:30 Educação, Exposição, Notícias Views: 3

5º Prêmio Design Tomie Ohtake anuncia projetos selecionados

Cada projeto receberá R$ 6.000,00 para execução dos protótipos que serão exibidos no Instituto Tomie Ohtake, em exposição a ser realizada em maio de 2023.

Prêmio Design Tomie Ohtake, voltado a universitários (as) e profissionais recém-formados (as) de todas as áreas, anuncia os cinco projetos selecionados da presente edição.

O júri, composto por Diego Mauro, Fernanda Martins, Márcia Ganem, Nina Paim e Novíssimo Edgar (Edgar Pereira da Silva), analisou as 99 propostas inscritas por 135 autores, provenientes de 16 estados brasileiros e distrito federal, além de uma inscrição internacional.

Cada projeto selecionado receberá R$ 6.000,00 (seis mil reais) para execução dos protótipos que serão exibidos no Instituto Tomie Ohtake, em exposição a ser realizada em maio de 2023.

Além disso, dois projetos, dentre aqueles presentes na exposição, receberão como prêmio troféus e publicações do Instituto Tomie Ohtake.

Entre os projetos selecionados estão o ÉDA: Mobiliário urbano como estratégia de educação ambiental de autoria de Iago Almeida Alves de Boa Vista – RR e aluno no curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Roraima (UFRR); o KIT 011 – O Designer de moda sob a ótica do favelado de autoria de Victoria Veiga de São Paulo – SP e aluna do curso de Moda na Faculdade Santa Marcelina (FASM) sob a orientação do docente Marcio Luis Sannomia Ito; OTAGAI: Mobiliário infantil sustentável de produção colaborativa e fabricação digital de autoria de Luenne Coelho de Resende – RJ que estuda Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); RODOMAPA: Aplicativo de mapeamento de rotas com enfoque em acessibilidade (foto principal) de autoria da aluna Daniella Onishi, de Curitiba – PR, estudante do curso de Design Gráfico na Universidade Federal do Paraná (UFPR), que recebeu orientação da docente Juliana Bueno e o último projeto selecionado foi o TRILHAS URBANAS: O jogo para intervir na cidade de autoria da aluna Beatriz Martinez, residente em São Paulo – SP, estudante de Arquitetura e Urbanismo na Universidade de São Paulo (USP) e teve a orientação das docentes Catharina Pinheiro e Karina Leitão.

Sobre a premiação

Com perfil distinto das usuais premiações de design, o Prêmio Design Tomie Ohtake tem uma proposta inovadora: abdicando de categorias, propõe a cada edição um novo tema para instigar soluções inovadoras que respondam a desafios atuais do cenário socioeconômico, cultural e político.

Desta vez, promoveu a concepção do “Coviver”, cuja proposta não tem a pretensão de instaurar relações absolutamente novas, mas trata-se, antes, de orientar o design a discutir a habitabilidade na Terra, bem como quais são as nossas possibilidades de ação.

A partir desse tema, projetos foram inscritos por universitários (as) e profissionais recém-formados (as) de diferentes áreas, não se restringindo somente a jovens designers.

Sua ideia é premiar propostas que destaquem e concebam a relação do design com outras áreas, como arquitetura, biologia, engenharia, moda, tecnologia, ciências sociais, entre outras.

Nas últimas quatro edições, o Prêmio Design Tomie Ohtake já premiou 60 projetos entre os cerca de 800 inscritos.

Foram realizadas 700 reuniões com professores e alunos (as) em mais de 50 universidades de todo país e mais de 20 ações educativas em São Paulo e outros estados, entre simpósios, seminários, cursos, oficinas, conversas, palestras e lives.

(Visited 3 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo