Written by 07:50 Economia, Notícias, Tecnologia Views: 15

Startup brasileira pioneira lança programa pioneiro de investimentos

Highline Venture, desenvolvedora de negócios e HUBs para a WEB3/blockchain, ainda apresenta inovações no Brasil para o  martech e fundo 100% tokenizado.

Nascida da ideia de dois jovens empresários de Barueri (SP), a Highline Venture é um empreendimento pioneiro que integra ativos essenciais para a nova era tecnológica.

Sua experiência abrange uma ampla gama de domínios, incluindo fantokens, hardware, tecnologia, entretenimento, inteligência artificial, desenvolvimento de metaversos, intercâmbio e marketing multidimensional.

Sendo a primeira empresa venture no Brasil a lançar um fundo 100% tokenizado com foco em marketing e tecnologia, a Highline lança, no dia 15 de setembro de 2023, um grupo de serviços e produtos digitais inovadores para o Brasil.

Este conjunto de serviços inclui fundos de investimento tokenizados com sistema de “cashback”, uma tecnologia europeia para a autopromoção de palestrantes, um ciclo de eventos de grande porte para influencers e artistas (InfluentSummit), e um dispositivo de inteligência artificial voltado a beneficiar campanhas e startups (ARTEMIS).

Possuidora de um dos poucos HUBs tecnológicos com um ecossistema autossustentado que inclui 10 startups, a Highline fará o lançamento a través do website de uma das suas empresas-membro, a financeira Genezys, com acesso livre online e público presente no local da transmissão.

A empresa oferece “investimentos com liquidez para founders e investidores com foco em martech e em um ecossistema de desenvolvimento integrado”.

Os jovens empreendedores João Fouad (Fundador/CEO) e João Carlos Daniel (COO) desenvolveram um ecossistema global para startups que impulsiona seu crescimento com inovação, alcance internacional e visibilidade.

Há quase 30 meses os dois “Joãos” e seu time trabalham com venture capital e investidores-anjo de todo o mundo para ampliar as oportunidades de captação de recursos dos empreendimentos inovadores do Brasil e de outros países.

Até 2023 eles já faturaram mais de R$ 30 milhões, promovendo também o apoio a startups com potencial de expansão e exposição estratégica, para alcançar o sucesso global.

Assim, os empresários da Highline estão apoiando novas “unicórnios” brasileiros, empresas disruptivas que trazem soluções fáceis e são amplamente aceitas pelos usuários.

As startups integrantes do ecossistema Highline desenvolvem tecnologias para o entretenimento, investimentos, educação, marketing e conteúdo.

João Fouad, fundador e CEO da Highline Venture, explica sobre este novo momento da empresa:

“É um grande marco para a Highline e para o Brasil, que passará a exportar além de soja e café, também tecnologia e inovação para a WEB3 como um verdadeiro commodity. Para nós, a única forma possível de agir e produzir é através da evolução e da inovação, e é por isso que hoje lançamos estes produtos inovadores que potencializam negócios e empreendimento, para terem sucesso”, destaca o empresário.

Tokenização total

A única venture brasileira a contar com a totalidade do seu capital tokenizado afirma trazer vantagens significativas para investidores, para os quais indicam proporcionar liquidez e facilidade de exit, diluindo seu risco mediante todas as startups do fundo.

Na prática, essa dinâmica de HUB promove diversificação, acesso a oportunidades exclusivas e maior agilidade nas transações com o mercado secundário.

Ao mesmo tempo, a tokenização abre portas para um mercado global, aumentando a visibilidade e atratividade dos investimentos, gerando novos benefícios e acessos, inclusive a eventos de nível global sediados em diversas cidades do mundo.

A própria Highline participará, a través da sua tecnologia ARTEMIS, no WEB SUMMIT 2023 que ocorrerá em Lisboa (Portugal).

Fouad destaca que “a tokenização do capital da nossa empresa responde a uma tendência global irrefreável de inserção das corporações na WEB3 e blockchain da maneira mais conveniente para as transações e os investimentos. Comandar uma das poucas, senão a única,  venture completamente tokenizada no Brasil é tanto um desafio quanto um privilégio, porque estamos sendo praticamente os ‘ponta de lança’ dessa transformação empresarial no país”, destaca o empreendedor.

“Não se passarão muitos anos até a tokenização total dos ativos e fundos das maiores corporações do planeta, e é também considerando isso que estamos apresentando para o público os nossos produtos inovadores”.

IA para campanhas e startups

Crédito: Divulgação

A chegada da nova era da internet, conhecida como WEB3, traz novos desafios e necessidades de adaptação para o marketing e comércio tradicionais.

Hoje, métodos quantitativos rigorosos e dados robustos obtidos de métricas são comuns e indispensáveis no trabalho mercadológico, conduzindo à tendência das análises preditiva das campanhas.

Com maior extração de dados e ações mais assertivas de todo o mercado, a economia também é puxada por criadores de conteúdo nas mídias digitais: fenômeno conhecido como “creators economy”.

Em nível mundial, numerosas arcas e agências de marketing, encontram desafios para a tomada de decisões, alocação de verba, análise do público-alvo e más escolhas no marketing de influencia.

Para potencializar esses processos, a Highline apresenta a ARTEMIS, tecnologia com inteligência artificial desenvolvida para detectar o melhor plano e influencer para cada marca.

ARTEMIS conta com cinco soluções digitais dirigidas a empresários, empreendedores e profissionais do marketing em geral:

  • Company Overview, uma plataforma multipropósito focada em entregar com inteligência artificial soluções diversas para marcas, agências e creators. Permite o matchmaking (casamento) entre marcas e creators, gestão de anúncios e criação de relatórios de maneira automatizada, otimizando o uso de tempo e visando performance com o uso de inteligência artificial.
  • Ecosystem, um ecossistema que relaciona cada etapa da creator economy trazendo soluções específicas e abrangentes.
  • Matchmaking Creator, mecanismo de busca e indicação dos influencers e creators ideais para cada campanha, considerando mais de dois milhões de publicações, cinco mil perfis e mais de 100 filtros de busca. Permite a aplicação também de um índice de compatibilidade entre o creator e a marca, uma análise demográfica dos seguidores do influenciador e um comparativo de afinidade entre o influenciador e a companhia.
  • Artemis Gestão, que gerencia o relacionamento com creators de todo o mundo na própria ferramenta. Conta com um sistema de chat para falar direto com os influenciadores e para envio direto do mídia kit deles. Também permite a assinatura online de contratos diretamente na plataforma (integrado com o Docusign); assim como a revisão/aprovação de conteúdos e o pagamento dos serviços com um sistema próprio de créditos.
  • Dashboard para análises preditivas de campanhas; verifica os mercados e cria mapas e dados sobre tendências, destacando também o que os influenciadores e marcas estão produzindo. A sua triagem digital de dados em tempo real consulta a frequência em que assuntos específicos são discutidos e exatamente em quais plataformas. Para assim, fazer um cálculo preciso do retorno (ROI) projetado com base em dados reais e fornecer percepções estratégicas para as campanhas geradas por IA.

A ARTEMIS também oferece o seu próprio token, ativo digital que tem por finalidade estreitar os laços digitais de uma comunidade de fãs e seguidores, com sua personalidade favorita: seja ela um artista, criador de conteúdo ou uma celebridade, através de um ecossistema baseado em tecnologia Blockchain e ferramentas que proporcionam experiências exclusivas.

Esses benefícios incluem interações que promovem aproximação social; acesso a eventos exclusivos; passe para comunidades privadas e acesso a bastidores; itens colecionáveis de edição limitada e até a potencial contratação do artista ou creator.

Os executivos da empresa destacam que, com a ARTEMIS, marqueteiros e marcas do mundo todo desenvolverão campanhas mais eficazes com criadores de conteúdo, influencers e líderes de opinião.

Esta tecnologia se torna atraente também para numerosas “startups” que solem estabelecer parcerias com influenciadores nas mídias sociais para atingir maiores públicos e vincular as suas marcas ao nome do artista.

(Visited 15 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo