Written by 07:24 Esporte, Paradesporto e E-sport, Notícias, Pauta PcD Views: 4

Campinas sedia Torneio Regional Paulista de Rugby em Cadeira de Rodas

O campeonato organizado pela ADEACAMP na Faculdade de Educação Física da PUC-Campinas vai até 1 de julho.

Crédito: Francio de Holanda

Começou ontem, 28, o Torneio Regional Paulista de Rugby em Cadeira de Rodas disputado na cidade de Campinas, entre os dias 28 de junho e 1 de julho, na Faculdade de Educação Física da PUC-Campinas.

A competição, que reúne os principais times do estado de São Paulo e garante ao vencedor uma vaga no torneio Copa dos Campeões, em dezembro, é realizada pela ABRC (Associação Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas) e, em 2023, conta com organização da ADEACAMP (Associação de Esportes Adaptados de Campinas).

Para Ademir Souza, presidente da ADEACAMP, é uma grande responsabilidade estar entre os organizadores de um evento como esse.

“Em agosto, a ADEACAMP completa 15 anos de atuação desenvolvendo esportes para pessoas com deficiência e, para comemorar, nada melhor do que realizar, em parceria com a ABRC, o Regional Paulista de Rugby em Cadeira de Rodas. Nós ficaremos honrados em receber jogadores, equipes técnicas e voluntários em nossa cidade”.

O presidente da ABRC, José Higino Oliveira Souza, acredita que a iniciativa é muito importante para que os campeonatos também sejam disputados em diferentes partes do Brasil, descentralizando da cidade de São Paulo, onde está localizado o Centro de Treinamento (CT) Paralímpico Brasileiro.

“A realização em Campinas é muito importante para o fomento da modalidade nas cidades e também dos profissionais da área. A gente espera um grande evento e parabeniza a iniciativa da ADEACAMP pela organização dessa competição”, completa.

Quatro equipes disputam o título de melhor do estado: ADEACAMP (Associação de Esportes Adaptados de Campinas), GIGANTES (Associação de Esportes e Cultura Superação), RONINS Esporte e Cultura e MSB (Movimento Superação).

“Nossa expectativa é de grande sucesso, com grandes disputas e embates para a conquista desse título, já visando a preparação para o Campeonato Brasileiro, o maior da modalidade”, reforça o presidente da ABRC.

Equipe anfitriã

A equipe anfitriã da competição, e oitava colocada no ranking nacional, chega preparada para a temporada de 2023, com quatro novos reforços. Claudio Portilho e Marcílio Nunes já integraram a equipe no primeiro torneio oficial dos clubes da modalidade, realizado de 29 de abril a 1º de maio, na cidade de Bebedouro, interior de São Paulo, em que a ADEACAMP conquistou o terceiro lugar.

Para a disputa do Paulista, o time conta com outro importante destaque, Carlos Neme, atleta colombiano que já foi capitão da seleção e é conhecido pela velocidade e liderança em quadra. Carlos tem grande experiência e medalhas em torneios Parapan-Americanos e mundiais, sendo destaque nessas competições.

O último reforço é também o responsável por liderar a equipe rumo a conquista do grande objetivo de 2023: o título do Campeonato Brasileiro de Rugby em Cadeira de Rodas.

O novo técnico, Rafael Botelho Gouveia, é o atual campeão brasileiro de Rugby em Cadeira de Rodas pelo Minas Quad Rugby.

Rafael também é mestre em atividade física adaptada pela UNICAMP e possui uma vasta experiência na condução de equipes de Rugby em Cadeira de Rodas.

O ano de 2022 foi de reestruturação para a equipe da ADEACAMP, que, com muito esforço e treino, evoluiu e conquistou resultados importantes, como o terceiro lugar no Torneio Regional Paulista e a vitória da série B do Campeonato Brasileiro de Rugby em Cadeira de Rodas, garantindo também o retorno à elite da competição.

Além das conquistas coletivas, alguns atletas da ADEACAMP também se destacaram no cenário nacional do Rugby em Cadeira de Rodas.

Bruno Damasceno e Paulo Amarante foram convocados pela Seleção Brasileira e disputaram o Campeonato Mundial, na Dinamarca e Marcílio Nunes disputou o Campeonato sul-americano.

Além deles, Dione Alves, Jairo Conceição e Mariana Costa foram chamados para participar dos treinamentos da Seleção Brasileira de Desenvolvimento de Rugby em Cadeira de Rodas, que podem resultar numa futura convocação para o time principal.

A ADEACAMP tem estruturado de forma cuidadosa o trabalho com a equipe de rugby, fazendo com que o esporte paralímpico seja ainda mais valorizado no Brasil.

Por isso, o projeto Rugby em Cadeira de Rodas – Fase 1 foi de extrema importância, explica Luiz Marcelo da Luz, diretor-geral do projeto.

“Estamos profissionalizando a gestão e investindo na formação dos atletas e da equipe técnica para levar adiante a missão do rugby enquanto esporte de inclusão e contamos com o suporte de uma rede de patrocinadores que entendem a importância do esporte. Mais do que resultados esperamos que a equipe se mostre eficiente perante as equipes da primeira divisão que enfrentaremos na competição e na temporada 2023”, completa Luiz Marcelo.

Classificação Funcional

Durante o Torneio Regional Paulista, a ABRC realiza também o Curso de Classificação Funcional no Rugby em Cadeira de Rodas.

Para disputar o rugby e outras modalidades paralímpicas, o atleta precisa passar uma avaliação funcional, realizada junto a uma banca de profissionais que, após esse processo, define se ele está apto a jogar ou não, seu grau de comprometimento e força muscular de membros e tronco.

Após os testes, é atribuído um número de classificação que vai de 0,5 a 3,5, sendo o menor número atribuído a atletas com maior comprometimento e o maior número, atletas com menor grau de comprometimento.

O trabalho da Classificação Funcional é essencial para garantir o equilíbrio competitivo, auxiliando assim aos técnicos e comissão a definir as estratégias de jogo.

Na modalidade cada time pode entrar em quadra com quatro atletas somando até oito pontos.

A capacitação será oferecida de forma gratuita para médicos, fisioterapeutas ou terapeutas ocupacionais com interesse em trabalhar com o paradesporto.

O curso é chancelado pela ABRC (Associação Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas) com base nas normas internacionais da WWR (World Wheelchair Rugby) e será ministrado pelo coordenador nacional de classificação da ABRC e classificador internacional Nível 3 WWR, Henrique Seren, e o classificador nacional Diego Alves de Macena

Mais informações podem ser adquiridas pelo e-mail classificacao@rugbiabrc.org.br

Curso de arbitragem

O Torneio Regional Paulista também é uma oportunidade para quem tem interesse em se capacitar como árbitro e mesário para trabalhar nas competições.

Nos dias dos jogos, a ABRC também oferecerá o Curso de Árbitro e Mesário no Rugby em Cadeira de Rodas.

O treinamento gratuito terá aulas teóricas e práticas, e tem como público-alvo profissionais de educação física, acadêmicos e profissionais de outras áreas que tenham interesse em ingressar no paradesporto.

Quem já possui formação também pode participar como uma maneira de trocar experiência e para reciclagem.

O curso é chancelado pela ABRC com base nas normas internacionais da WWR (World Wheelchair Rugby) e é ministrado por Caio Mello, membro do Quadro Nacional de Árbitros e mesários da ABRC.

Quem tiver interesse pode mandar mensagem o número (31) 99183-6338.

(Visited 4 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo