Written by 07:37 Notícias, Saúde e medicina Views: 5

Acupuntura com pastilhas de silício mostra eficácia em bebês e crianças

Além de não causar dor e nem desconforto, a técnica vem apresentando boas respostas no tratamento de cólicas, hiperatividade, distúrbios do sono e problemas gastrointestinais.

Os pais já podem tratar bebês e crianças com acupuntura, sem a dor das picadas.

Além das técnicas que utilizam agulhas, sementes e até laser, o tratamento da Medicina Tradicional Chinesa com uso das pastilhas de silício no lugar das agulhas já vem sendo realizado com sucesso na acupuntura pediátrica.

As pastilhas usadas na acupuntura são feitas com silício, conhecido cientificamente pelo seu poder condutor e restaurador de energia, extraído dos cristais de quartzo, mineral encontrado em abundância na crosta terrestre.

O material é usado há décadas especialmente na Europa, segundo o químico Tiago Gianfratti, diretor comercial da Stiper, primeira indústria brasileira especializada em produtos terapêuticos e cosméticos produzidos a partir do silício, com 18 anos de atividade no mercado.

“Ao ser aplicado nos pontos de terapia e meridianos energéticos trabalhados na acupuntura, o silício auxilia no combate às dores e outras disfunções físicas, reestabelecendo o equilíbrio físico e energético do organismo. Como as pastilhas estimulam esses pontos de forma constante, enquanto estiver em contato com a pele, tornam o efeito terapêutico mais eficaz e duradouro”, explica Gianfratti.

“Os bebês, especialmente, respondem muito bem à acupuntura com as pastilhas de silício. Isso se dá pelo fato do organismo das crianças é rapidamente estimulado pelas pastilhas”, afirma Cinthia Casotti, acupunturista e terapeuta integrativa especialista na área da pediatria, que utiliza as pastilhas em seus pacientes.

Segundo a acupunturista, a terapia com pastilhas de silício vem apresentando resultados bastante positivos no tratamento de cólicas, distúrbio gastrointestinal (disquesia), irritabilidade, distúrbio do sono, TDAH (distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade), problemas de imunidade, entre outros.

“Além de não causar dor e nem desconforto à criança, a acupuntura com pastilhas de silício é um tratamento efetivo, ou seja, uma vez resolvido o problema físico, não temos visto uma regressão”, diz Cinthia.

Segundo a terapeuta, o tempo de resposta ao tratamento varia conforme o caso, mas em cinco sessões já é possível sentir os resultados positivos.

A acupunturista pediátrica recomenda a aplicação em crianças já a partir dos primeiros dias de vida.

As pastilhas de silício agem por cinco dias e podem ser reaplicadas quantas vezes for necessário.

Apesar de ser um método seguro e não-invasivo, tanto Cinthia quanto Gianfratti recomendam fazer o tratamento com orientação de um especialista em acupuntura, para que a aplicação seja eficaz.

“A aplicação sem acompanhamento profissional pode ser frustrante. Pois o profissional capacitado, além de saber quais são os pontos de acupuntura em que as pastilhas devem ser fixadas, faz todo o acompanhamento dos seus pacientes para obter os resultados. E quando se trata de bebês e crianças precisamos ter um olhar holístico sobre a vida desse novo ser, para tratar o problema considerando todas as questões”, observa Cinthia.

(Visited 5 times, 1 visits today)
Close
Pular para o conteúdo